Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Skip to main content

Pesquisa

Palavras de sabedoria sobre carreira da minha mãe: nunca comprometa!

Palavras de sabedoria sobre carreira da minha mãe: nunca comprometa!
 

Nunca senti que ser mulher poderia me impedir de chegar onde eu gostaria. Isso pode ser uma comprovação da minha personalidade forte, mas realmente reflete como eu fui criada.

Hoje, sou a primeira mulher Company Group Chairman da Janssen na Europa, Oriente Médio e África. Como eu cheguei aqui?

Muitas vezes eu olho para trás na minha jornada e me sinto abençoada. Nem sempre foi um mar de rosas, mas definitivamente valeu a pena.

Como muitas garotas, eu admirava minha mãe, principalmente por ser uma das poucas mulheres na época a ter uma graduação em química. Isso abriu caminho para o meu interesse pela ciência e também alimentou minha convicção de que, como mulher, conseguiria tudo o que eu desejasse (convencional ou não).

Como minha mãe sempre dizia: nunca comprometa o que você deseja fazer!

Quando eu comecei na indústria farmacêutica, o ambiente tinha bastante, mas não exclusivamente, controle masculino. Dito isto, a minha personalidade de verbalizar e falar diretamente não estava errada!

Na mesma época, eu me casei, então as coisas eram boas em casa e no trabalho. Eu tinha encontrado o meu nicho, gostava do que eu fazia e aos poucos a ascensão profissional começou.

No início, eu realmente não entendi o que minha mãe queria dizer quando ela me encorajou a não comprometer o que eu desejava. Mas então veio minha primeira filha, Rosie. Ondas de emoção de ser uma nova mãe foram acompanhadas de sentimentos de incerteza sobre como isso poderia afetar a minha carreira.

Assim como muitas mães que trabalham, senti o fardo de querer ter tudo - estar presente em cada momento da vida da minha filha, mas também nunca perder uma reunião no trabalho. Eu senti que tinha que fazer uma compensação, mas como eu faria? Como uma mulher de carreira ambiciosa e uma mãe amorosa, como eu poderia explicar um ou outro?

Com as palavras da minha mãe soando no meu ouvido, enfrentei um dos meus maiores desafios. Mas, por fim, se resumiu a aceitar e abraçar um fato simples: eu não consigo ser uma super-mulher todos os dias. E eu não tenho nenhum sentimento de vergonha ou fracasso em relação a isso.

Felizmente, estou em um ambiente de trabalho que me apóia e entende que a minha família é uma prioridade e me dá o tempo que eu preciso para estar com eles. Também tenho um marido ótimo que divide o trabalho em casa e apóia verdadeiramente a minha carreira, porque ele sabe que eu não quero abandonar o trabalho.

Depois de todos estes anos conquistando posições cada vez maiores no trabalho e ver duas crianças maravilhosas se graduar, quem diz que as mulheres não podem ser bem-sucedidas em suas carreiras profissionais e na maternidade? Pelo menos é o que eu digo à minha equipe e à minha própria filha.

Não é nada fácil, mas priorizando o seu tempo e nunca comprometendo o que é importante para você, é possível ter tudo. Bem, talvez não o tempo todo, mas nos momentos em que tudo se junta, certamente parece possível