Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Skip to main content

Pesquisa

Unidades de Doenças-Foco de Oncologia

Unidades de Doenças-Foco

Estamos alinhados desde o ambiente de laboratório até a pesquisa pós-aprovação.

Soluções Focadas

Para executar nossa estratégia abrangente, criamos Unidades de Doenças-Foco (Disease Area Strongholds – DAS), cuja função é:

  • Focar em tipos específicos de tumor onde a necessidade de opções de tratamento é maior; e
  • Aproveitar a ciência mais apropriada para produzir soluções terapêuticas transformacionais.

Unidades de Doenças-Foco são um modelo altamente efetivo para o desenvolvimento de medicamentos, permitindo uma estratégia focada que informa a priorização, otimiza o investimento e assegura a melhor chance de sucesso. Isso significa que, em nosso grupo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em Oncologia, os funcionários estão totalmente alinhados com os DAS, e os objetivos e as prioridades de nossa organização refletem essa dedicação única. Em cada unidade, nossas áreas de descoberta e desenvolvimento clínico (incluindo biomarcadores e medicina translacional) e nossos recursos comerciais estão totalmente integrados e estrategicamente alinhados, garantindo que os recursos, insights e experiência necessários para a realização de novos progressos sejam totalmente dedicados e estejam otimizados em cada estágio. Nossas equipes DAS também funcionam como “ímãs” para atrair talento especializado e formar parcerias essenciais para desenvolver os recursos mais promissores.

Nossas equipes de DAS principais focam em malignidades hematológicas , câncer de próstata, and câncer de pulmão. Outra área de foco é o câncer colorretal. Também temos grande interesse em identificar novos alvos para o desenvolvimento de medicamentos em pré-malignidades e em tecnologias que podem acelerar a identificação de alvos, triagem de medicamentos, biomarcadores preditivos e desenvolvimento de medicamentos.

Unidades de Doenças-Foco
DAS de Próstata
DAS de Malignidades hematológicas
DAS de câncer de pulmão
Áreas de maior foco
  • Pacientes resistentes a opções atuais de tratamento
  • Foco em segmentos de doença precoce: distinguir “agressivo” vs. “doença indolente”
  • Tratamento adjuvante e neo adjuvante
Vias moleculares de interesse
  • Direcionamento direto do Receptor de andrógeno (RA) de atividade independente do ligamento (ex.: co-fatores RA e degradores RA)
  • Vias de fator de crescimento que impactam a função do RA ou são fluxos de recebimento de RA
  • Ponto de verificação de células T de Terapias Imunes e vias agonistas
Foco terapêutico
  • Terapia direcionada (moléculas grandes e pequenas) que focam diretamente no RA e nas vias dependentes do RA
  • Terapia direcionada em direção à doença agressiva, conforme identificado em um estágio anterior (ex.: via marcadores na urina ou no sangue de Células tumorais circulantes [CTC])
  • Imunomodulação/vacinas
  • Estratégias de direcionamento de próstata
Áreas de maior foco
  • Leucemia mieloide aguda (LMA)
  • Síndromes mielodisplásicas (SMD)
  • Linfoma de célula B grande difuso (LCBGF) de subtipo ABC
  • Mieloma múltiplo (MM)
Vias moleculares e celulares de interesse
  • Alvos de superfície celular para terapia imune direcionada
  • Inibição de ponto imune
  • Células-tronco leucêmicas
  • Depedência de via (alterações genéticas, vias específicas de tipo de célula)
  • Sensibilidade condicional (estresse, tumores produzidos por proteínas)
  • Direcionamento de células T e células NK a tumores
  • Identificação de antígenos específicos do novo tumor
  • Progressão de Mieloma múltiplo inicial a MM e de SMD a LMA e interceptação de câncer
Áreas de maior foco
  • Novos segmentos direcionadores de carcinoma de células escamosas
  • Resistência intrínseca e adquirida de adenocarcinoma
  • Câncer de pulmão de pequenas células (CPPC)
Vias e mecanismos de interesse
  • Vias direcionadores emergentes no carcinoma escamoso (FGFR)
  • Vias de oncogene em adenocarcinoma (KRAS, Wnt/β-catenin)
  • Identificação de novos antígenos tumorais (NSCLC e SCLC)
  • Vias de resistência
  • Ativação e redirecionamento de célula imune
  • Identificação de alvos da doença precoce
Abordagens terapêuticas
  • Terapia direcionada com moléculas grandes e pequenas
  • Modalidades de moléculas grandes bi-específicas
  • Terapia baseada em vacina

 

Áreas de interesse adicionais
Câncer colorretal
Imunomodulação / Vacinas
  • Terapia direcionada (moléculas grandes e pequenas) com o potencial de benefício transformacional no tratamento de câncer de cólon e retal
  • Células-tronco sinalizando vias
  • Intervenções seguras e eficazes para o diagnóstico e tratamento de lesões precursoras projetado para evitar e parar o desenvolvimento de neoplasmas malignos do cólon e do reto

 

Saiba mais sobre o nosso foco em Interceptação de câncer.

Oncology

Oncology

Human lung bronchioalveolar carcinoma cell