Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Skip to main content

Pesquisa

Equipe de liderança de P&D

Nossa equipe de liderança de Pesquisa e Desenvolvimento

 

Compartilhamos uma missão abrangente: descobrir e desenvolver medicamentos e soluções inovadoras que transformem a vida das pessoas e resolvam as mais importantes necessidades médicas não atendidas da nossa época. Na Janssen R&D, trabalhamos juntos para utilizar nossos conhecimentos e recursos combinados, aproveitar o poder e a promessa da ciência excepcional e melhorar a duração e qualidade de vida das pessoas no mundo todo.

Research & Development

Research & Development

Judith Hinton Andrew, Rock Composite 22
Judith Hinton Andrew, Rock Composite 22

MATHAI MAMMEN, M.D., PH.D.

GLOBAL HEAD, Pesquisa e desenvolvimento

A missão do dr. Mathai Mammen é trabalhar com os melhores profissionais de pesquisa e desenvolvimento do mundo para criar medicamentos significativos que impactem a vida dos pacientes, suas famílias e comunidades.

Antes de se juntar à Janssen em junho de 2017, o dr. Mammen foi Senior Vice President da Merck Research Laboratories, responsável pela pesquisa nas áreas de doenças cardiovasculares, metabólicas e renais, oncologia/imuno-oncologia e imunologia. Em conjunto com sua equipe, ele iniciou vários novos programas e progrediu com oito para o desenvolvimento clínico inicial. Ele também nucleou um novo local de descobertas na área da baía de São Francisco.

Antes da Merck, o dr. Mammen liderou a pesquisa e o desenvolvimento na Theravance, uma empresa que ele cofundou em 1997 com base em seu trabalho na Universidade de Harvard. Sob a sua liderança, a equipe da Theravance de 200 cientistas nomeou 31 candidatos de desenvolvimento em 17 anos, criou três produtos aprovados, dois ativos adicionais que completaram com sucesso os estudos da Fase 3 e um portfólio contendo 11 novos compostos em fase de desenvolvimento em 2016. Em 2014, ele e a equipe de liderança da Theravance separaram a Theravance em duas empresas de capital aberto: Innoviva (INVA) e Theravance Biopharma (TBPH).

O dr. Mammen possui mais de 150 publicações e patentes revisadas por pares e faz parte de vários conselhos e comitês consultivos. Ele recebeu seu diploma de medicina da Harvard Medical School/Massachusetts Institute of Technology (programa de HST) e seu Ph.D. em química do departamento de química da Universidade de Harvard, trabalhando com George Whitesides. Ele recebeu seu bacharelado em química e bioquímica da Universidade Dalhousie em Halifax, Nova Escócia.

Mathai Mammen, M.D., Ph.D.

Global Head, Pesquisa e desenvolvimento

Como líder da equipe global de R&D Operations da Janssen, Stef Heylen, M.D., supervisiona a excelência operacional e a execução de programas de desenvolvimento clínico da empresa.

Em seu cargo anterior, Stef atuou com Program Office da Johnson & Johnson Innovation em apoio ao Chief Scientific Officer da Johnson & Johnson para promover uma inovação significativa e aproveitar os recursos de inovação em todos os setores da empresa. Também foi Head of R&D e Chief Medical Officer da Janssen Alzheimer Immunotherapy R&D, LLC, além de desenvolver e implementar uma estratégia de Neurociência integrada de Pesquisa e Desenvolvimento Precoce (RED) para a unidade de Beerse, Bélgica, como Chief Medical Officer da Johnson & Johnson Pharmaceutical R&D, RED, UE. No período de 2003 a 2007, Stef atuou como Site Head, Vice President of Development e Chairman do Development Management Committee da Tibotec. Durante a sua gestão, dois dos medicamentos para o HIV da empresa receberam uma aprovação acelerada.

Antes de ingressar na Tibotec, Stef foi Vice President, Development & Regulatory Affairs na Crucell em Leiden, Holanda, e assumiu vários cargos seniores na Janssen, incluindo Vice President, Global Regulatory Affairs and Pharmacovigilance e Vice President, Medical Affairs para a região da Europa, Oriente Médio e Ásia (EMEA). Em 1987, passou a fazer parte da Janssen Research Foundation e liderou o desenvolvimento clínico global de um dos medicamentos antipsicóticos mais bem-sucedidos da Janssen.

Stef obteve seu diploma de Medicina pela University of Leuven, Bélgica, e pelo Prince Leopold Institute for Tropical Medicine em Antuérpia, Bélgica. Em 1993, recebeu o Dr. Paul Janssen Award for R&D (Prêmio Dr. Paul Janssen de P&D)

Stef Heylen, M.D.

Chief Operating Officer, Janssen Research & Development

Lawrence Blatt, Ph.D., é responsável por coliderar a Infectious Diseases & Vaccines (IDV) Therapeutic Area na Janssen Research & Development. Antes de ingressar na Johnson & Johnson Family of Companies, Lawrence fundou e foi President e Chief Executive Officer da Alios BioPharma, Inc., empresa biofarmacêutica de estágio clínico voltada para o desenvolvimento de terapias para doenças virais que foi adquirida pela Johnson & Johnson em 2014. Foi nomeado o principal inventor de várias patentes da Alios e ganhou o 2012 Ernst & Young Entrepreneur of the Year Award for Life Sciences (Prêmio Ernst & Young de Empreendedor do Ano para Ciências da Vida em 2012).

Lawrence trabalhou durante 30 anos em P&D farmacêutica com foco específico em biologia do sistema imunológico, terapias antivirais e intervenções terapêuticas relevantes. Antes de formar a Alios, foi Chief Scientific Officer da InterMune, Inc., onde liderou a descoberta e o desenvolvimento de um inibidor de protease HCV em parceria com a Roche. Entre 1998 a 2002, Lawrence foi Vice President of Research na SIRNA. Entre 1996 e 1998, atuou como Vice President, Product Development do National Genetics Institute, onde foi pioneiro no uso de diagnóstico molecular para a tomada de decisões sobre o tratamento terapêutico de infecções virais. Começou sua carreira na Amgen, onde foi, enfim, Head of Interferon Research e também Development Team Leader para a obtenção de um consenso sobre o interferon, o que levou à aprovação pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA.

Lawrence obteve seu Bacharelado em Microbiologia pela Indiana University, Mestrado em Administração de Empresas pela California State University, Northridge, e Doutorado em Administração de Saúde Pública pela University of La Verne, Califórnia.

Lawrence Blatt, Ph.D., M.B.A.

Global Therapeutic Area Head, Infectious Diseases & Vaccines

Como Global Head, Discovery Sciences na Janssen Research & Development, Dash Dhanak, Ph.D., lidera uma organização responsável por apoiar e possibilitar a descoberta e o desenvolvimento precoce de novos produtos terapêuticos de moléculas pequenas.

Antes de fazer parte da Janssen, Dash trabalhou durante 25 anos na GlaxoSmithKline (GSK), mais recentemente como Vice President e Head da Cancer Epigenetics Discovery Performance Unit. Dash recebeu seu Bacharelado em Química pelo Institute of Science and Technology da University of Manchester e Doutorado pela University of London, ambos no Reino Unido. Mais tarde, realizou uma pesquisa de pós-doutorado sobre a síntese de produtos naturais na Northwestern University em Illinois, Estados Unidos, antes de trabalhar na GSK. Além disso, é autor prolífico de publicações sobre diversos temas relacionados à descoberta de medicamentos.

Dash é membro da American Association of Cancer Research Epigenome Task Force, participou do Fórum de Líderes em Farmacologia da American Chemical Society, bem como do Comitê de Revisão Arbitrada da American Cancer Society sobre Desenvolvimento de Medicamentos para Câncer e do Comitê de Revisão Arbitrada da Multiple Myeloma Research Foundation. Além disso, tem realizado palestras como convidado nas principais conferências científicas.

Dash Dhanak , Ph.D.

Global Head, Discovery Sciences

Como Head of Oncology da Área Terapêutica Global, Peter Lebowitz, M.D., Ph.D. é responsável pelo Oncology Research & Development de ponta a ponta, da descoberta ao desenvolvimento e gestão do ciclo de vida. Ele lidera uma equipe global focada na combinação de abordagens de inovação internas e externas para descobrir e desenvolver novas soluções para doenças oncológicas e hematológicas com diversas necessidades médicas não atendidas.

Antes de ocupar o cargo de Therapeutic Area Head, Peter foi Head of the Hematologic Malignancy Disease Area. Nesse cargo, ele era responsável pela supervisão estratégica e execução dos programas da Janssen de descoberta e desenvolvimento de medicamentos contra malignidade hematológica. Antes de entrar na Janssen, Peter era Vice President no desenvolvimento clínico de estágio inicial e final de outra grande empresa farmacêutica, onde ele enviou 10 pedidos de Investigational New Drug (IND) à Federal Drug Administration (FDA) nos EUA, desempenhou papel importante no registro global de três medicamentos de oncologia e liderou grandes projetos de descoberta pré-clínica por meio de testes de Fase 3.

Antes de entrar no setor, Peter foi Assistant Professor of Medicine, Division of Hematology/Oncology no Lombardi Comprehensive Cancer Center na Georgetown University Medical Center em Washington, D.C., onde ele estabeleceu um programa de pesquisa clínica e translacional financiado independentemente e foi o Pesquisador-Chefe em diversos testes de pesquisa clínica. Formou-se na Harvard University em Cambridge, Massachusetts, e obteve os diplomas de M.D. e Ph.D. pela University of Pennsylvania School of Medicine na Filadélfia, Pensilvânia. Depois, concluiu sua bolsa de estudos em hematologia/oncologia no National Cancer Institute, National Institutes of Health.

Peter Lebowitz, M.D., Ph.D.

Global Therapeutic Area Head, Oncology

James F. List, M.D., Ph.D. é o Global Therapeutic Area Head of Cardiovascular & Metabolism (CVM), que lidera uma equipe global voltada para a criação de novas soluções para a melhoria de tratamentos de doenças cardiovasculares e do diabetes e da interceptação de doença. Jim tem a responsabilidade completa pela pesquisa e desenvolvimento do portfólio do Janssen CVM, incluindo a descoberta de medicamentos, desenvolvimento clínico e inovação externa. Jim ingressou na Janssen em 2014.

Antes disso, James trabalhou na Bristol-Myers Squibb como Vice President de Diabetes Development com a responsabilidade pela aliança de joint venture contra o diabetes com a AstraZeneca.

No início de sua carreira, James fez parte do corpo docente da Harvard Medical School em Cambridge, Massachusetts, com responsabilidades clínicas em Endocrinologia Geral e Tiroide. Formado pela Stanford University em Stanford, Califórnia, posteriormente recebeu seu Mestrado e Doutorado pela University of Minnesota em Minneapolis, Minnesota. Concluiu seu treinamento médico no Brigham and Women’s Hospital, Boston Children’s Hospital e Massachusetts General Hospital, e é certificado pelo conselho em Medicina Interna, Pediatria e Endocrinologia.

James List, M.D., Ph.D.

Global Therapeutic Area Head, Cardiovascular & Metabolism

A Neuroscience Therapeutic Area é chefiada por Husseini Manji, M.D., F.R.C.P.C. Husseini foi anteriormente Chief, Laboratory of Molecular Pathophysiology & Experimental Therapeutics, National Institutes of Health (NIH), e Director of the NIH Mood and Anxiety Disorders Program, o maior programa de seu gênero no mundo. Ele é também professor convidado na Duke University in Durham, North Carolina. Husseini obteve seu B.S. (Bioquímica) e M.D. pela University of British Columbia in Vancouver. Após o treinamento em residência, ele completou o treinamento de formação no National Institute of Mental Health (NIMH) e obteve amplo treinamento adicional em biologia celular e molecular no National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK).

O maior foco da pesquisa de Husseini tem sido a investigação de alterações induzidas de doenças - e tratamento em redes de genes e proteínas que regulam a plasticidade sináptica e neural em transtornos neuropsiquiátricos. Seu trabalho tem ajudado a conceituar essas doenças como transtornos geneticamente influenciados de plasticidade sináptica e neural, e levou à investigação de novas terapias para pacientes refratários. Ele também tem se envolvido ativamente no desenvolvimento de biomarcadores para ajudar a refinar estas doenças multifatoriais em subcategorias de base em mecanismos para desenvolver terapias direcionadas.

Husseini recebe diversos prêmios de pesquisa e clínica, incluindo o NIMH Director’s Career Award for Significant Scientific Achievement, o A.E. Bennett Award for Neuropsychiatric Research, o Ziskind-Somerfeld Award for Neuropsychiatric Research, the National Alliance for Research on Schizophrenia and Depression (NARS AD) Mood Disorders Prize, o Mogens Schou Distinguished Research Award, o Joel Elkes Award for distinguished research from the American College of Neuropsychopharmacology (ACNP), o Canadian Association of Professors Award, o Brown University School of Medicine Distinguished Researcher Award, o Depression and Bipolar Support Alliance (DBSA) Klerman Senior Distinguished Researcher Award, o American Federation for Aging Research Award of Distinction e o NIMH award for excellence in clinical care and research.

Além de sua pesquisa em neurociência e de seus esforços no desenvolvimento de biomarcadores e terapias, Husseini também se envolve ativamente em iniciativas de educação médica e neurocientífica, e tem atuado como membro do National Board of Medical Examiners (NMBE) Behavioral Science Test Committee, no Howard Hughes Medical Institute Research Scholars Program Selection and Advisory Committee e em inúmeros comitês curriculares nacionais.

Ele fundou e co-dirigiu a NIH Foundation for the Advanced Education in the Sciences Graduate Course in the Neurobiology of Neuropsychiatric Illness e obteve os prêmios de NIMH Mentor of the year e NIMH Supervisor of the year além do Henry and Page Laughlin Distinguished Teacher Award.

Husseini é autor prolífico de publicações sobre a neurobiologia molecular e celular de diversos transtornos neuropsiquiátricos e sobre o desenvolvimento de novas terapias. Foi editor da Neuropsychopharmacology Reviews: The Next Generation of Progress, foi também deputy editor da Biological Psychiatry, associate editor do periódico Bipolar Disorders e atuou como membro do conselho editorial de inúmeros periódicos. Foi empossado no National Academy of Sciences’ Institute of Medicine (IOM), é Councilor da ACNP e da Society of Biological Psychiatry, copreside o NIH Biomarkers Neuroscience Steering Committee, presidiu a Task Force on New Medication Development da ACNP, é conselheiro científico na campanha One Mind (uma parceira público-privada que busca desenvolver o primeiro plano de pesquisa de 10 anos em neurociência dos Estados Unidos), foi nomeado para o conselho da International Neuroethics Society e é o ex-presidente da Society of Biological Psychiatry.

Husseini K. Manji, M.D., F.R.C.P.C.

Global Therapeutic Area Head, Neuroscience

Sanjaya Singh, Ph.D., é Global Head, da Janssen BioTherapeutics na Janssen Research & Development. Sanjaya é responsável por liderar uma organização com foco na pesquisa bioterapêutica, descoberta, toxicologia, farmacologia clínica e colaboração externa estratégica. Nesse cargo, Sanjaya impulsiona a estratégia e a visão geral para expandir e aplicar os recursos da Janssen Research & Development na descoberta e no desenvolvimento de terapias baseadas em proteína, peptídeos e células.

Sanjaya é um líder científico e empresarial de sucesso com mais de 25 anos de experiência acadêmica e na indústria. Antes de fazer parte da Johnson & Johnson, Sanjaya passou nove anos na Boehringer Ingelheim, onde mais recentemente ocupou o cargo de Vice President, Biotherapeutics Discovery. Durante esse período, Sanjaya liderou uma equipe global responsável por construir uma linha de produtos competitiva e produtiva de bioterapêuticos pré-clínicos e clínicos. Ele coordenou com êxito a identificação de alvos terapêuticos no campo de imunomodulação e desenvolveu moléculas biológicas nos campos de imunologia, oncologia, oftalmologia e doença cardiometabólica e infecciosa.

No ambiente acadêmico, Sanjaya tinha um cargo no corpo docente no Departamento de Biologia molecular no Instituto de ciências da vida na Índia. Autor de diversos artigos revisados por pares, Sanjaya também é coautor de mais de 25 patentes.

Sanjaya obteve o título de Ph.D. em Biologia molecular na Universidade de Banaras Hindu, Varanasi, Uttar Prades, Índia. Recebeu uma bolsa de pós-doutorado no Departamento de oncologia molecular na Universidade do Texas MD Anderson Cancer Center, Houston, Texas, e como Pesquisador associado no Departamento de bioquímica e biologia molecular, também MD Anderson Cancer Center no Texas.

SANJAYA SINGH, Ph.D.

Global Head, Janssen BioTherapeutics

Como head do Global Regulatory Affairs (GRA) no Janssen Pharma, Karin Van Baelen lidera uma organização de aproximadamente 900 colegas altamente qualificados que promovem relacionamentos com as Health Authorities no mundo inteiro e oferece soluções de saúde inovadoras para pacientes. Sob a sua liderança, o GRA influencia e interpreta os requisitos regulatórios globais e permite que a nossa empresa atenda essas diretrizes. Além disso, o GRA supervisiona o desenvolvimento de estratégia regulatória para produtos de todas as áreas terapêuticas, assim como o oferecimento de envios e aprovações regulatórias pontuais e de alta qualidade. O GRA também se empenha no desenvolvimento de política em níveis nacionais e internacionais nas áreas de desenvolvimento de regulamentações, biotecnologia e clínica

Antes, Karin era Vice President of Regional Regulatory Affairs and Global Regulatory Operations, liderando atividades na Europa, Oriente Médio, África, Rússia (EMEA), Ásia-Pacífico e América Latina, e supervisionava a organização de Labeling & Submissions Management.  De 2008 a 2013, ela liderou a equipe de EMEA Regional Regulatory Affairs em todos os aspectos regulatórios para todas as áreas terapêuticas e todas as organizações regulatórias da empresa operacionais na região. Karin também foi Vice President of Global Regulatory Affairs na Tibotec BVBA, onde criou e liderou a sua equipe regulatória e contribuiu para o desenvolvimento e aprovações de vários produtos no portfólio da Janssen Infectious Diseases & Vaccines. Ela também trabalhou com o GRA na Janssen Research Foundation e foi responsável pelos registros mundiais de vários produtos importantes, incluindo medicamentos para transtornos graves de humor e dor. Karin ingressou na Johnson & Johnson em 1993 vindo da Upjohn Benelux, onde apresentou vários Marketing Authorization Applications e obteve aprovações na Europa e em mercados emergentes.

Karin tem um antecedente importante no desenvolvimento de líderes de sucesso e foi campeã regional do EMEA Diversity & Inclusion.

Karin obteve o seu diploma de Doutorado em Farmácia (Pharm.D.) na University of Antwerp, na Bélgica, em 1988. Karin trabalha com o European Federation of Pharmaceutical Industries and Associations’ (EFPIA) Scientific Regulatory & Manufacturing Policy Committee (SRMPC) e com o Pharmaceutical Research and Manufacturers do America’s Regulatory Affairs Coordination Committee (RACC). 

Karin Van Baelen, Pharm. D.

Head, Global Regulatory Affairs

Johan Van Hoof, M.D., recebeu seu diploma de Medicina (com honras) pela University of Antwerp, Bélgica, e foi bolsista de pequisa no Department of Anatomy and Embryology no Rijksuniversitair Centrum Antwerpen, na Bélgica. Estudou administração de empresas na Krauthammer International School e no International Executive Programme INSEAD, em Fontainebleau, França.

Johan ingressou na Johnson & Johnson Family of Companies em abril de 2005 como Vice President, Data Management and Early Clinical Development. Depois de assumir os cargos de Chief Operating Officer (COO) da Johnson & Johnson Pharmaceutical Research, LLC, e Head of the Global Development Organization, foi nomeado Global Therapeutic Area Head for Infectious Diseases and Vaccines em 2010. Além disso, desde 2011, tem supervisionado a P&D na Crucell, a empresa especializada em vacinas adquirida, como Chief Operating Officer e Managing Director.

Antes de ingressar na Johnson & Johnson Family of Companies, Johan adquiriu mais de 20 anos de experiência na indústria de vacinas, tendo trabalhado na Pasteur Mérieux Connaught, Chiron Vaccines e GlaxoSmithKline (GSK) Biologicals. Durante esse período, ocupou cargos de liderança com responsabilidades cada vez maiores, incluindo Head of New Product Development da GSK Biologicals. Johan esteve ativamente envolvido no desenvolvimento e licenciamento de uma nova geração de vacinas para crianças e adultos para doenças como coqueluche (vacinas combinadas pediátricas), meningite, diarreia por rotavírus, hepatite, gripe e HPV.

Johan Van Hoof, M.D.

Global Therapeutic Area Head, Infectious Diseases and Vaccines

Como Global Head do Disease Interception Accelerator (DIA), Ben Wiegand, Ph.D., é responsável pelo desenvolvimento e implementação de estratégias para esse grupo semelhante a uma incubadora autônoma que busca identificar as causas de doenças e permitir o desenvolvimento de intervenções que impeçam sua evolução. O DIA trabalha para compreender a susceptibilidade a doenças, avaliação de risco e lidar com as origens de doenças, como predisposição genética, exposição ambiental e alterações fenotípicas.

Antes de ingressar na Janssen Research & Development em 2014, Ben atuou como Vice President, Global Open Innovation and New Business Models Research & Development na Johnson & Johnson Group of Consumer Companies. Possui ampla experiência em fornecer inovação para empresas por meio do desenvolvimento de parcerias estratégicas, ao identificar e orientar novos modelos de negócios e financiamento, acelerar as oportunidades de crescimento, além de verificar e orientar a ciência emergente para impulsionar o crescimento inovador. Ben também foi General Manager, Employer Franchise e Vice President de Science and Innovation da Wellness & Prevention, Inc., uma empresa Johnson & Johnson que ajuda as organizações a renovar a saúde, energia e desempenho de seus funcionários e membros, além de oferecer um portfólio de soluções que abrangem um amplo espectro da saúde da população, do bem-estar e prevenção, saúde comportamental até o suporte de doenças crônicas.

Ben possui Bacharelado em Química pela University of Illinois e Mestrado e Doutorado em Química Física pela Harvard University, em Massachusetts.

Benjamin C. Wiegand, Ph.D.

Global Head, Disease Interception Accelerator