Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Skip to main content

Pesquisa

Rhonda Fenwick Artista

My Sanctuary in Art (Meu refúgio na arte)

A Janssen tem o orgulho de apresentar obras de arte criadas por pessoas afetadas pelas doenças com as quais estamos comprometidos em tratar e prevenir. Visite nossa galeria de arte para saber mais sobre os artistas e conhecer mais obras de arte.

Em frente a uma tela com tons de verde, vermelho, amarelo e azul está Rhonda Fenwick, aplicando leves pinceladas em sua mais recente obra de arte.

Inspirada em sua infância no nordeste da Inglaterra, na natureza e questões de justiça social, Rhonda já conta com mais de 100 exposições em toda a Inglaterra, incluindo nas Câmaras do Parlamento. Por trás de seu sucesso está a história de uma garota que cresceu com muitos problemas de saúde, incluindo psoríase crônica, o que fazia com que ela se sentisse isolada.

"Passei muito tempo em hospitais, de até seis semanas a cada internação, recebendo tratamento para a pele. Foi muito difícil. A minha confiança e autoestima eram muito baixas", diz Rhonda.

Ela tinha apenas seis anos quando foi diagnosticada com psoríase. Crescer com regimes de tratamento tão rigorosos afetou seu bem-estar físico e seu desenvolvimento social e também as interações com outras pessoas. "Os relacionamentos sempre foram difíceis", diz. Mas Rhonda conseguiu encontrar o seu refúgio na arte.

Rhonda cresceu em uma periferia, onde era comum ir para a escola e depois direto para o trabalho para ajudar na renda familiar. E, embora seus pais tivessem uma inclinação artística (seu pai era músico e sua mãe era aspirante a estilista), seguir a carreira de poeta, pintora ou atriz não era muito recomendado.

Apesar disso, ela decidiu começar a atuar no colégio. "Eu tinha uma professora de teatro que nos incentivava muito", diz Rhonda. O isolamento que ela sentia quando criança devido ao seu problema de pele a ajudou a aprofundar seu encanto pela arte cênica, pois assim tinha a liberdade de se expressar artisticamente. Foi mais ou menos nesse mesmo período em que começou a desenhar e a pintar. Essa paixão foi o que tomou conta de sua vida. Após o colégio, Rhonda estudou na Universidade de Sunderland na Inglaterra, onde concluiu seu Bacharel em Artes (com honras) em Artes plásticas e obteve seu mestrado na mesma área. Atuar e pintar a ajudou a olhar para si mesma e para fora do isolamento em sua infância.

Sua paixão pela arte também abriu outras portas. "Parte do meu programa de mestrado foi sobre artistas em um contexto social. E, sendo artista com certa consciência social, eu queria usar a arte como um meio de conscientização", diz Rhonda.

Enquanto estava estudando e começando a usar a sua arte como uma forma de iniciar discussões sobre psoríase e problemas sociais, Rhonda conheceu seu marido, Bill, quem aplaude a coragem e determinação da esposa e é um grande defensor de seu trabalho.

"A história de Rhonda é sobre a sua luta contra a psoríase, tanto física quanto psicológica, e como ela superou essas batalhas através da arte. Ela vê a si mesma e a sua história nas outras pessoas de formas diferentes", diz Bill.

Para ajudar a conscientizar sobre a luta interna de quem sofre com psoríase e outras doenças cutâneas, Rhonda criou o Skin Project. O objetivo é trabalhar com outros artistas, escolas locais e órgãos governamentais para chamar a atenção para problemas cutâneos. Além do Skin Project, ela também criou o Mona Lisa Arts and Media e o Transformers Youth Arts Group para incentivar jovens criativos a aprender sobre a arte — uma causa muito pessoal para Rhonda.

"Rhonda tem uma paixão muito grande pelo trabalho que faz", diz a sua amiga e artista, Gina Martin. "Ela realmente acredita em compartilhar seu conhecimento e compreensão com as crianças para que elas adquiram novas habilidades que lhes ajudarão a brilhar de outras formas".

"A arte se trata de crescer e aprender. É um processo de mudança e transformação.
A vida não espera; é um processo contínuo. E estamos sempre aprendendo.
Eu quero compartilhar isso com as pessoas".

"Decidi trabalhar com pessoas para oferecer-lhes a oportunidade de se envolver no mundo da arte e aprender mais sobre ela", diz Rhonda. "A minha psoríase desenvolveu em mim a empatia pelas pessoas que estão em posição de desvantagem em nosso mundo. Ter essa habilidade de penetrar no íntimo, descobrir a beleza que existe... Quero compartilhar isso com outras pessoas e permitir que elas se tornem mais confiantes e conscientes de si mesmas, e aumentar a sua autoestima".

Dessa forma, Rhonda encontrou refúgio na arte — para ela e para outros.

Saiba mais sobre Rhonda e seu trabalho artístico através de seu site e seu vídeo.

My Sanctuary in Art
Rhonda Fenwick, The Time Is Now (A hora é agora)