Skip to main content

Search

Tratamento com Imunobiológicos

Tratamento com imunobiológicos requer atualização da caderneta de vacinação

Cuidados prévios são fundamentais para o paciente. Vacina contra a COVID-19 é recomendada para quem tem psoríase

 

Você sabia que antes de iniciar o tratamento sistêmico da psoríase a carteira de vacinação precisa estar devidamente atualizada? Isso acontece porque, com o tratamento, o paciente pode estar mais suscetível a infecções e doenças e, com o tratamento em curso, não pode receber alguns tipos de imunização.

O Guia de Imunização da Sociedade Brasileira de Reumatologia e da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBR/SBIM) recomenda atualizar a caderneta de vacinas.

“Ainda vivemos um cenário de pandemia e cuidados especiais merecem ser seguidos, especialmente pelos pacientes com psoríase e artrite psoriásica. Muitos pacientes perguntam se podem tomar a vacina para COVID e a resposta é sim. Mesmo pacientes que usam medicações imunossupressoras e biológicas, a vacinação é recomendada como estratégia segura e eficaz para combater desfechos graves da COVID”, afirma Dr. Rafael Tomaz, dermatologista e gerente médico da Janssen.

 

COVID-19

Em maio de 2019, a Sociedade Brasileira de Dermatologia[1] divulgou um informativo recomendando a vacinação contra COVID-19 para pessoas com psoríase. “Nota-se ainda que a maioria dos tratamentos utilizados para estas doenças, incluindo os imunobiológicos, também parece alterar pouco o desfecho da COVID-19”, reforça o documento. Mas é sempre importante ressaltar que  o acompanhamento e avaliação do médico de acordo com a condição de cada indivíduo deve ser feita para escolher o melhor caminho a seguir.

 

Conheça os imunobiológicos

Os biológicos são uma opção segura [FM[1] para o tratamento da psoríase moderada a grave e artrite psoriásica. Eles atuam em alvos específicos envolvidos no processo inflamatório do quadro, amenizando – e até mesmo eliminando – os sinais e sintomas dessas doenças.

Esses medicamentos são produzidos a partir de organismos vivos por meio de processos biotecnológicos. Atualmente, é possível produzir medicamentos biológicos de atuação altamente específica. Os chamados anticorpos monoclonais, por exemplo, funcionam como “mísseis teleguiados” que localizam a substância contra a qual foram produzidos de forma muito precisa e específica. Para saber se é o seu caso converse com seu médico.


 [FM[1]Opção eficaz e segura