Skip to main content

Search

Nosso Credo

Nosso Credo: mais que uma bússola moral
Principios

Como parte da Johnson & Johnson Family of Companies, os valores que guiam as nossas decisões estão descritos no Nosso Credo. Em poucas palavras, o Nosso Credo nos desafia a colocar as necessidades e o bem-estar daqueles a quem servimos em primeiro lugar.

O Nosso Credo foi elaborado em 1943 por Robert Wood Johnson. Isso aconteceu muito antes de se falar em “responsabilidade social corporativa.” O Nosso Credo é a bússola moral que guia as nossas responsabilidades como cidadãos do mundo.

Nos baseamos no Nosso Credo para as decisões tomadas todos os dias em todos os níveis da empresa. É um documento vivo que é revisado para ter a certeza de que ele vai de encontro às necessidades dos nossos pacientes, do público, nossos colaboradores, nas comunidades nas quais vivemos e trabalhamos e nossos acionistas. Todavia, seu espírito é o mesmo de quando foi escrito originalmente em 1943.

Nosso Credo

Cremos que a nossa primeira responsabilidade é para com os médicos, enfermeiros e pacientes, mães e pais e todos aqueles que utilizam nossos produtos e serviços. Para atender às suas necessidades, tudo aquilo que fazemos deve ser da mais alta qualidade. Devemos lutar constantemente para reduzir os nossos custos de forma a mantermos preços justos. Os pedidos dos clientes devem ser servidos pronta e precisamente. Os nossos fornecedores e distribuidores devem ter a oportunidade de obter lucros justos.

Somos responsáveis para com nossos funcionários, os homens e mulheres que trabalham conosco em todo o mundo. Todos devem ser considerados como indivíduos. Devemos respeitar sua dignidade e reconhecer seu mérito. Eles devem ter um sentimento de segurança em seus empregos. A remuneração deve ser justa e adequada, e as condições de trabalho limpas, ordeiras e seguras. Devemos ter sempre em mente formas de ajudar os nossos funcionários em suas responsabilidades familiares. Os funcionários devem se sentir à vontade para fazer sugestões e reclamações. Devem existir oportunidades iguais para emprego, desenvolvimento e progresso para quem é qualificado. Devemos oferecer gerenciamento competente.

Somos responsáveis pelas comunidades nas quais vivemos e trabalhamos assim como pela comunidade mundial. Devemos ser bons cidadãos - apoiar trabalhos do bem e instituições de caridade e arcar com a nossa justa parte em impostos. Devemos encorajar melhorias cívicas e melhorar a saúde e a educação. Devemos manter em boas condições a propriedade que temos o privilégio de utilizar, protegendo o meio ambiente e os recursos naturais.

Nossa responsabilidade final é para com nossos acionistas. Os negócios devem obter lucros sólidos. Devemos experimentar novas ideias. Devemos continuar as pesquisas, desenvolver programas inovadores e pagar por erros cometidos. Devemos comprar equipamentos novos, providenciar novas instalações e lançar novos produtos. Devemos criar reservas para provermos pelas necessidades em tempos adversos. Quando trabalhamos de acordo com estes princípios, os acionistas devem alcançar um retorno justo.

 

No