Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Skip to main content

Pesquisa

Colaboração com o Karolinska Institutet para análise avançada de dados do mundo real

Colaboração com o Karolinska Institutet para análise avançada
de dados do mundo real

Uma iniciativa colaborativa com o Karolinska Institutet e a Janssen para pesquisa e desenvolvimento em um programa de Evidência do Mundo Real foi lançada em 2015. Seu objetivo era melhorar os resultados de saúde para os pacientes por meio da aceleração da pesquisa e da geração e análise de dados do mundo real, aumentar a transparência e o compartilhamento de informações e intensificar a compreensão e a utilização de dados do mundo real.

Em 2018, a Janssen e o Karolinska Institutet – uma das universidades de medicina mais respeitadas do mundo e maior centro de pesquisa médica da Suécia – celebraram três anos de colaboração naquela que se tornou uma das maiores iniciativas de evidência do mundo real (RWE) na rede da Janssen. A Suécia e o Karolinska Institutet estão na vanguarda global de RWE, graças a um sistema de saúde nacional, registros ricos, capacidade de bioestatística avançada e tradição em pesquisa.

Os registros suecos contêm informações unicamente abrangentes e conectadas, incluindo estrutura familiar, seguro social, renda, escolaridade, criminalidade e muito mais. A experiência do Karolinska Institutet e o histórico de publicação desses registros têm o potencial de gerar conhecimentos importantes.

A colaboração concentrou-se no acompanhamento e nos efeitos de doenças e tratamentos, utilizando dados de rotina da assistência médica ("Dados do Mundo Real") e sua relação com os efeitos em ensaios clínicos, enquanto avaliava fatores sociais e econômicos.

Cinco equipes de pesquisa em cinco áreas

Desde o lançamento em 2015, vários cargos de pesquisa foram criados para RWE. A intenção geral é estudar a relação entre ensaios randomizados e os dados observacionais da prática clínica, a fim de entender melhor como podem ser comparáveis e como os dados observacionais podem ser usados como complemento aos dados de ensaios clínicos.

Um grupo conjunto de pesquisadores realizou estudos aprofundados cujo objetivo é revelar novos dados sobre depressão resistente a tratamento, linfomas de células B, câncer de próstata e psoríase, enquanto investiga a Evidência do Mundo Real e seus efeitos nos pacientes e na sociedade.

“Pelo ponto de vista da pesquisa, não se trata apenas de produzir resultados que serão usados em publicações científicas. A meta é produzir algo que se encaixe na pesquisa acionável. Isso significa que o conhecimento e os resultados gerados podem e serão utilizados para melhorar a tomada de decisões clínicas para novos tratamentos e resultados na saúde”, explica Richard Cowburn, Project Manager, que é responsável pela colaboração empresarial no Karolinska Institutet.

“Meu desejo é que, no futuro, essa colaboração evolua de evidência do mundo real baseada principalmente em registros para outras áreas promissoras, tais como contribuição para descobertas iniciais e identificação de novos alvos e biomarcadores potenciais.”

Christoph Glaetzer

Vice President, Global Market Access

Desafios futuros e mudança de foco

Para o último ano do contrato inicial, as equipes estão iniciando planos para a expansão dos tipos de evidência do mundo real incluídos, possível extensão da colaboração e publicação de vários cartazes e manuscritos adicionais que descrevam os resultados da pesquisa.

“Meu desejo é que, no futuro, essa colaboração evolua de evidência do mundo real baseada principalmente em registros para outras áreas promissoras, tais como contribuição para descobertas iniciais e identificação de novos alvos e biomarcadores potenciais”, explica Christoph Glaetzer, Vice President, Global Market Access da Janssen. “Isso não estava inicialmente em nosso radar e indica que existem muitas outras oportunidades em torno da evidência do mundo real. Por meio de iniciativas como esta com o KI, expandiremos nossos esforços no sentido de tirar proveito desse potencial a fim de abordar áreas de necessidades não atendidas para pacientes em todo o mundo.”

Fatos e números sobre a parceria

  • A colaboração começou em maio de 2015, com pesquisa ativa em andamento em 2016.
  • As cinco áreas de foco para pesquisa são: Metodologia, depressão, linfomas de células B, câncer de próstata e psoríase.
  • Quase 60 funcionários da Janssen e do Karolinska Institutet estão envolvidos na pesquisa colaborativa.
  • Foi publicado um total de vinte e um (21) cartazes e manuscritos.
  • Aproximadamente 10 registros, cobrindo as vidas de mais de 200 milhões de pacientes, foram usados na pesquisa.